FGTS dá lucro de R$ 12,46 bi e cada trabalhador receberá em média R$ 38

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) registrou em 2017 lucro liquido de R$ 12,46 bilhões. Metade desse valor, R$ 6,23 bilhões, será distribuído entre os cotistas que tinham saldo na conta vinculada em dezembro.

Segundo dados do Ministério do Trabalho, serão contempladas 258 milhões de contas, o que abrange um universo de 90,7 milhões de trabalhadores (muitos têm mais de uma conta). Os números foram aprovados nesta terça-feira na reunião do Conselho Curador do Fundo.

Como a maioria das contas contém saldo baixos, cada uma receberá, em média, R$ 38. O valor a que cada um tem direito é proporcional ao saldo da conta. Os recursos não poderão ser sacados. Apenas nas condições específicas de saque, como financiamento da casa própria, aposentadoria ou doenças graves, revela o Extra.

A Caixa Econômica Federal, operadora do FGTS, começa a creditar os valores nas contas vinculadas do FGTS a partir desta segunda-feira, até o dia 31 de agosto, conforme determina a legislação. Esse é o segundo ano em que os trabalhadores recebem metade do lucro do FGTS. A medida aprovada em lei é uma forma de compensar os cotistas pela baixa remuneração do fundo, que é de 3% ao ano, mais Taxa Referencial (TR).

O Conselho Curador do FGTS também autorizou o saque dos recursos para a compra de órteses e próteses para os trabalhadores com deficiências. Somente poderão retirar o dinheiro para este fim que for declarado impedido durante um prazo de dois anos e que necessita de apoio para inclusão na “sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas”.

É preciso apresentar laudo médico, com nível de deficiência, com a prescrição de tipo de órtese e prótese. Neste caso, o trabalhador poderá usar todo o saldo da conta do FGTS.

14/08/2018