Procedimento de escolta dos reeducandos passa por melhorias

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), tem investido na modernização do sistema prisional. Neste mês, novas viaturas foram entregues ao Grupamento de Escolta, Remoção e Intervenção Tática (Gerit) para melhorar as condições de trabalho dos agentes penitenciários e fortalecer a segurança dentro e fora do cárcere.

Seis novos veículos foram entregues, sendo três do modelo Master Furgão e três viaturas S10. Os veículos são utilizados para os procedimentos de custódia e escolta para audiências, júri, procedimentos médicos e rondas nas unidades prisionais. O assessor do Gerit, agente penitenciário Stenio de Lima Silva, explica a importância das aquisições para otimizar os serviços.

“Há cinco anos trabalhávamos com um efetivo considerado baixo, tínhamos três ou quatro viaturas. Agora ficaremos com um total de sete viaturas. Nosso trabalho é diuturno. Em média, fazemos de 20 a 30 deslocamentos diários com os apenados nas viaturas e com a chegada desses novos veículos, vamos poder ampliar essa capacidade”, disse o supervisor.

O chefe Especial de Gestão Penitenciária, TC Gustavo Maia, enfatiza a preocupação do Estado em gerar condições adequadas para atuação dos agentes. “Esses veículos proporcionam mais segurança e agilidade, numa resposta a qualquer imprevisto. Eles também possuem uma capacidade maior de transporte e são veículos que enfrentam uma variedade de terreno”, afirma.

Os novos transportes foram adquiridos em parceria com a Secretaria de Segurança Pública e contou com recursos do Fundo Penitenciário.

Ascom – 15/06/2018