Tite dá início à fase de renovação da Seleção Brasileira

A busca da Seleção Brasileira pelo hexacampeonato, interrompida em 6 de julho com a derrota por 2 a 1 para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, será retomada a partir desta sexta-feira. Às 11h, no Rio, o técnico Tite anuncia a lista de convocados para enfrentar Estados Unidos e El Salvador no próximo mês. A expectativa é por uma equipe renovada para os dois primeiros amistosos do Brasil no projeto que tem duração de quatro anos (ciclo da Copa) e que deverá se encerrar apenas no Mundial do Catar, em 2022.

A lista de Tite certamente terá novidades em relação ao time que sucumbiu na Rússia, mas é provável que boa parte do elenco que esteve na Copa figure novamente entre os convocados. Isso porque não é do perfil do treinador fazer mudanças profundas no time no curto prazo, apesar do fracasso. Além disso, resultados ruins nos amistosos marcados para os dias 7 e 11 de setembro poderiam minar a confiança em um trabalho que recomeça com boa parte da torcida olhando com um pé atrás, informa o Terra.

Dentre as mudanças, a “nova” Seleção deverá contar com a presença de mais jogadores que atuam no País, embora compromissos de clubes em competições como a Copa do Brasil (tem jogo no dia 12 de setembro) possa interferir na relação.

Dois nomes despontam como favoritos para debutar entre os convocados hoje: o meia Lucas Paquetá, do Flamengo, e o atacante Everton, do Grêmio. O também atacante Pedro, do Fluminense, é outro que pode aparecer na relação.

Os três jogadores estiveram entre os mais observados por Tite e sua comissão desde que a CBF renovou o vínculo de todos até o Catar. O técnico e seus auxiliares observaram 12 jogos in loco apenas este mês, além de terem avaliado pela TV o confronto entre Estudiantes e Grêmio, disputado na Argentina. Dessas, quatro partidas envolveram o Flamengo, três tiveram o Cruzeiro e a equipe gaúcha e dois foram do Fluminense.

Paquetá já está no radar de Tite há um bom tempo, e esteve, inclusive, na lista de suplentes para a Copa do Mundo. Everton, que se recuperou recentemente de lesão muscular, tem sido o principal nome do ataque gremista.

Do exterior, quem deverá ganhar uma nova chance é o meia Arthur, que se transferiu do Grêmio para o Barcelona recentemente. O jogador de 22 anos foi chamado por Tite para os dois últimos jogos das Eliminatórias no ano passado e começou bem sua trajetória na equipe espanhola. Marcou até um golaço na estreia com a camisa catalã. Vinicius Junior, agora no Real Madrid, também pode ser chamado para os amistosos.

Entre os “veteranos” da Seleção, as principais ausências deverão ter como justificativa a preocupação com a condição física. O fim da última temporada europeia coincidiu com a Copa do Mundo, e alguns jogadores acabaram de voltar das férias. Neymar, bastante criticado no Mundial, tem lugar garantido na Seleção Brasileira – e talvez até por isso pode ser poupado agora, embora a disposição de Tite seja levá-lo aos EUA.

Na zaga, Marquinhos é o que tem mais chances de ser chamado novamente, por contar com a admiração de Tite e também pela pouca idade. No meio campo, Paulinho e Renato Augusto, ambos no futebol chinês, devem sobrar.

17/08/2018