181 aciona e Radiopatrulha prende três criminosos

Dois fugitivos do presídio foram capturados

A ação aconteceu no loteamento Santa Madalena, no bairro do Feitosa. Ascom SSP/AL
A ação aconteceu no loteamento Santa Madalena, no bairro do Feitosa. Ascom SSP/AL

 

As denúncias ao 181, da Segurança Pública,  continuam levando a polícia a descoberta de criminosos e a combater veementemente a violência em Alagoas. No final da tarde desta sexta-feira,  05, a Radiopatrulha foi acionada e com agilidade prendeu três pessoas, duas delas fugitivas do sistema prisional,   e aprendeu armas e droga.

 

A ação aconteceu no loteamento Santa Madalena, no bairro do Feitosa, em Maceió. Na casa de número 30-A, a RP percebeu uma movimentação estranha pelos fundos e fechou o cerco. Os ocupantes do imóvel haviam pulado para a casa do vizinho e foram capturados.

 

Com nome falso de Rodolfo Alves Alexandre um dos fugitivos do presídio Baldomero Cavalcanti identificado como Elias Silva de Souza, ou Elias Maluco, foi encontrada uma pistola Glock calibre 380 com 10 munições intactas.

 

Já com Melquesedeque da Silva a polícia localizou um revólver de calibre 38 com quatro munições intactas. Junto a eles estava o comparsa de “Elias Maluco”, o José Adriano da Silva, conhecido.como ‘Guga’ que tinha mandado de prisão em aberto.

 

Segundo informações colhidas com o Grupo Estadual de Combate as Organizações Criminosas (Gecoc), “Elias Maluco” e “Guga” dominam assaltos e tráfico na região do conjunto Virgem dos Pobres, mas estariam comandando tais ações à distância e, ultimamente, só iam ao local matar desafetos. “Eles sempre fazem tudo juntos, até a fuga da prisão foi assim”, afirmou o Gecoc.

 

Durante a inspeção na casa de onde haviam fugido, a Radiopatrulha encontrou pasta base.de.cocaína e 6kg de maconha, além de mais quatro munições para a pistola e três balaclavas.

 

Concluída a ocorrência, os presos e o material apreendidos foram levados para a Central de Flagrantes I, no bairro do Farol. Os fugitivos foram levados de volta ao sistema prisional.

 

Por uma nova Alagoas, a Segurança Pública tem dado respostas imediatas e se empenhado para proteger a sociedade alagoana.

Dulce Melo – Agência Alagoas