Clérigo afegão de 60 anos é preso por casar com menina de 6 anos

O homem afirma que pais deram criança como ‘oferenda religiosa’

naom_55773854449fb

Em novo caso envolvendo casamentos de crianças no Afeganistão, um clérigo foi preso depois de se casar com uma menina de seis anos.

Mohammad Karim, que diz ter 60 anos, foi preso na província de Ghor, região central, e alegou que os pais da criança a deram a ele como “oferenda religiosa”.

De acordo com o G1, a família da garota nega a afirmação do afegão e diz que ela foi sequestrada na província de Herat (oeste), na fronteira com o Irã.

“A menina não fala, só fica repetindo uma única coisa: ‘Tenho medo desse homem'”, conta Masoom Anwari, chefe da secretaria das Mulheres em Ghor.

Atualmente a criança se encontra em um abrigo de Ghor e seus pais estão a caminho de recuperá-la, revelou o gabinete do governo local. “Karim foi preso e nossa investigação prossegue”, afirmou Abdul Hai Khatibi, porta-voz do governo.

Incidentes do tipo acontecem com frequência no Afeganistão.

A prisão do clérigo ocorre poucos dias depois que uma menina de 14 anos grávida ser queimada viva em Ghor, em um caso que chocou o país. A família de Zahra disse que ela foi torturada pela família do marido, que se defendeu dizendo que foi a adolescente que se suicidou.

“Em algumas regiões, por causa da insegurança e da pobreza, as famílias dão suas filhas em idade muito nova para se livrar delas”, esclarece Sima Samar, chefe da Comissão Independente de Direitos Humanos.

Noticias ao minuto

29/07/16