Criança é internada por envenenamento após comer bombom

O doce foi enviado aos pais da criança, junto com flores e um bilhete

naom_57a3d2811aa56

A Delegacia de Investigações Gerais abriu inquérito para apurar o envenenamento de uma criança de 2 anos que comeu um bombom envenenado, na noite de quarta-feira (3), em Marília (SP).

De acordo com o delegado Amarildo Aparecido Leal, o doce foi enviado aos pais da criança, junto com flores e um bilhete.

Segundo informações do G1, o pai, que estava no trabalho, também recebeu presente semelhante, no entanto, ao ler o cartão, percebeu que o nome da mulher estava escrito errado e correu para casa. Ao chegar na residência, a filha já havia ingerido o doce.

A criança foi levada pelos pais ao Hospital Materno Infantil e passou por uma lavagem estomacal.

“Segundo o médico houve uma contaminação sanguínea na criança, mas algo pior foi evitado pelo pronto-atendimento”, diz o delegado.

Agora, a polícia investiga a razão pela qual o casal recebeu os bombons e qual seria a motivação do responsável.

“Seria uma mulher que teria contratado os serviços, que nós já temos as características. A polícia já conseguiu identificar o mototaxista que levou esses bombons e agora está tentando localizar a mulher que contratou”, completa o delegado.

Notícias ao minuto

04/08/16