Detran/AL e SMTT de Arapiraca discutem Plano de Segurança Viária para Motociclistas

Dois pontos críticos no trânsito da cidade serão objetos de estudo em 2016, com a previsão de que seja mapeado um ponto por trimestre

VIII-Encontro-dos-motociclista-em-Porto-Seguro

Baseada na integração entre os órgãos como alicerce para a construção de uma sociedade cada vez mais segura, a equipe de engenharia de tráfego do Departamento de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) se reuniu com técnicos da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Arapiraca, na manhã desta sexta-feira (29), para traçar ações que podem ser realizadas na região para aprimorar o Plano de Segurança Viária para Motociclistas.

O principal objetivo da reunião foi iniciar a construção da matriz de ações de engenharia de tráfego. Na ocasião, foi explanado o propósito do Plano de Segurança Viária e apresentado o estudo coordenado pela professora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Dr. Ana Paula Nogueira, que contém a indicação de mais de dez pontos da cidade considerados críticos para acidentes.

De acordo com o engenheiro da SMTT, Ricardo Emanuel, a parceria estabelecida com o Detran/AL é de fundamental importância para a construção de ações que diminuam os riscos de colisões e melhore a fluidez do tráfego na cidade.

“Nós precisamos muito de apoio, tanto na parte de trânsito, quanto na parte de segurança dos condutores. Arapiraca possui 226 mil habitantes e uma frota de 60 mil ciclomotores cadastrados. O trânsito é muito intenso. Com a elaboração do Plano Viário de Segurança para os Motociclistas e com a futura implantação do videomonitoramento nas vias  poderemos trabalhar com a diminuição dos índices de acidentes com motos e salvar vidas que poderiam ser preservadas”, explicou o engenheiro.

Ainda de acordo com Ricardo Emanuel, a educação dos condutores ao trafegar dentro do município e nas rodovias é a característica primordial para um trânsito mais seguro. Obedecer às regras e leis determinadas pelos órgãos é a forma mais prática de cuidar do bem-estar de todos os envolvidos no fluxo, incluindo os pedestres.

Para o chefe de Segurança no Trânsito do Detran/AL, Antônio Monteiro, a reunião entre os órgãos serviu como para discutir quais melhorias poderão ser realizadas. “A SMTT de Arapiraca trouxe as propostas que eles acham que possuem uma maior necessidade de alteração, e nós demos sugestões de como isso pode funcionar, de como pode fluir, e apoiar a equipe de Arapiraca na elaboração das ações definidas”, ressaltou Antônio.

Ao término da reunião, ficaram definidos dois pontos críticos no tráfego do município a serem objetos de estudo para este ano de 2016, com a previsão de que seja mapeado um ponto por trimestre.

Maria Allini Torres – Agência Alagoas

29/07/16