Donald Trump sugere “atirar” em Hillary Clinton, caso ela seja eleita

Assessores de Trump ainda não se manifestaram a respeito dessa declaração

naom_574379d7490bb

O candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump, já mostrou que não se importa de fazer apologia à violência.

Nesta terça-feira (9), em evento eleitora em Wilmington, o empresário sugeriu, que, caso a democrata Hillary Clinton seja eleita e, com isso, possa indicar membros da Suprema Corte, a Segunda Emenda (dispositivo constitucional que garante a posse de armas aos americanos) possa ser usada para “que algo seja feito”, segundo informações do Huffpost Brasil.

“Se ela puder escolher os seus juízes, não há nada o que fazer, pessoal”, disse Trump. “Contudo: a Segunda Emenda, pessoal, talvez haja algo. Eu não sei”.

Segundo pesquisa divulgada pela Reuters nesta terça (9), a vantagem de Hillary sobre Trump aumentou, passando para mais de sete pontos, refletindo uma queda no apoio do eleitorado ao republicano.

Cerca de 42% dos prováveis eleitores preferem Hillary e cerca de 35% preferem Trump, de acordo com a pesquisa feita online entre os dias 4 e 8 de agosto com 1.152 prováveis eleitores. A sondagem tem intervalo de credibilidade de mais ou menos 3 pontos percentuais.

Notícias ao Minuto