Fábio Farias e Antônio Pinaud destacam a Segurança Alimentar como direito dos alagoanos

Secretário-chefe do Gabinete Civil tomou posse no colegiado que busca potencializar as políticas do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

????????????????????????????????????

O secretário-chefe do Gabinete Civil, Fábio Farias, destacou nesse segunda-feira (12) a importância da atuação da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar (Caisan), instalada em julho pela Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades). Ao lado do secretário Antônio Pinaud e de outros membros da (Caisan), Farias assinou o termo de posse como integrante do colegiado.

A Caisan tem a missão de garantir a aplicação dos preceitos e execução de ações previstas pelo Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), cujo objetivo é garantir ao cidadão o direito ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, com práticas alimentares que promovam a saúde em todo Estado de Alagoas.

 90affd43fc58f041a6b803f6e924fc34_l

Na ocasião, Farias alertou para a importância da Segurança Alimentar entre as prioridades do governador Renan Filho. “A maior preocupação do Governo de Alagoas é atender às necessidades básicas do alagoano, como uma educação de qualidade, saúde e segurança. A garantia de uma alimentação permanente e saudável está entre esses direitos. A Caisan tem essa função e todos nós, seus integrantes, estamos determinados a cumpri-la”, disse Farias.

Antônio Pinaud exaltou a atual equipe que constitui a Caisan e se mostrou confiante no cumprimento das metas estabelecidas na implantação da Câmara. “Temos integrantes importantes e altamente capazes, do Governo de Alagoas e da sociedade civil, na formação da Caisan. Não tenho dúvidas de que faremos um excelente trabalho na implementação das diretrizes do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e na formatação do plano estadual. Essa é uma das missões mais nobres às quais nos dedicamos: garantir o alimento aos alagoanos que mais necessitam dele”, lembrou Pinaud.

Victor Leahy e Petrônio Viana – Agência AL

13/09/16