Irritado com arbitragem, Galvão Bueno se estranha com Arnaldo

Arnaldo Cezar Coelho, comentarista de arbitragem, tentou justificar o equívoco do juiz lembrando que ele não tem o recurso das câmeras, como o narrador

naom_576bfca093f78

Galvão Bueno já entrou para a história das narrações de jogos transmitidos pela Rede Globo.

A seleção brasileira estreou nesta quinta-feira (4) contra a África do Sul, nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. Galvão foi quem narrou o empate em 0 a 0.

A equipe do Brasil tenta conquistar a inédita medalha de ouro na categoria futebol masculino. Mas os brasileiros não ultrapassaram a defesa do time sulafricano e assim, desde 1976, não repetiam um 0 a 0.

Galvão estava empolgado mas não foi o suficiente para o time canarinho conseguir emplacar.

O site torcedores.com conta que, no 2º tempo, Galvão Bueno deixou transparecer a sua irritação com a equipe verde e amarela e com a arbitragem.

O narrador se irritou quando Luan foi desarmado dentro da área e ainda recebeu uma bolada na jogada e, por isso, a África do Sul ganhou o tiro de meta. No entanto, fora de campo, o fato de a bola ter tocado em Luan não poderia ter justificado o tiro de meta.

Arnaldo Cezar Coelho, comentarista de arbitragem, tentou justificar o equívoco do juiz lembrando que ele não tem o recurso das câmeras, como o narrador. Mas Galvão não se conformou e cortou o colega:

“(O juiz) Não tem (o recurso das câmeras), mas a responsabilidade é dele. Ele ganha para isso (arbitrar), Eu ganho para narrar o jogo e dizer que ele está errado”.

Notícias ao minuto

05/08/16