“Ninguém queria Gisele Bündchen”, diz ex-colega

Fontes revelam bullying sofrido pela top durante a adolescência

naom_563b2db74ce77

A vida de Gisele Bündchen nem sempre foi um mar de rosas. A top model carrega passado cheio de bullying sofrido na adolescência. Novas informações da história da modelo brasileira mais bem-sucedida do ramo foram revelados ao Daily Mail por colegas de juventude e professores da escola da modelo em sua cidade natal, Horizontina, no Rio Grande do Sul. Segundo informa a Vogue, no decorrer de todo o texto, os insultos à então garota de 13, 14 anos são detalhados por conterrâneos da hoje celebridade; o foco era principalmente na silhueta esguia, nas pernas finas, nos dentes ressaltados e na altura de Bündchen.

Ela era chamada com frequência de Olivia Palito, girafa ou palito de dente, principalmente quando revelava a ambição de seguir a carreira como modelo. O jornal ouviu vários ex-colegas de escola da top. Também na lista de xingamentos, entram saracura, taquara, todos atacando a altura da adolescente e o andar desengonçado.

Quem chamava a atenção na época da escola era a irmã gêmea da top, Patrícia: “Gisele não tinha bumbum ou seios, mas Patricia era curvilínea. Ela era considerada a menina mais bonita do colégio e todos queriam beijá-la. Ninguém queria Gisele”, revela um dos entrevistados.

Noticias ao minuto

29/07/16