Perguntas que não se deve fazer a pessoas divorciadas

Quando alguém conhecido se divorcia, existem algumas perguntas que não devem ser feitas aos envolvidos

naom_57d0612c510cf

É muito provável que algum amigo ou familiar seu se divorcie ao longo vida, e é normal que não saiba o que dizer em um momento tão difícil.

O melhor é deixar a pessoa à vontade para desabafar e evitar fazer interrogatórios. Para evitar que você diga algo que não deve, o site ATTN listou uma série de perguntas que as pessoas divorciadas estão cansadas de ouvir:

1. O que aconteceu? Lembre-se que a resposta não vai ser boa e que se a pessoa não lhe contou livremente, pode achar que você está apenas bisbilhotando;

2. Quem foi infiel? Esta é uma daquelas suposições irritantes que as pessoas fazem em relação ao divórcio. Não é preciso haver uma traição para que as pessoas decidam separar. E mais uma vez mostra que você quer saber demais.

3. Acha que vão voltar? Não é uma boa pergunta porque depende muito da relação que o casal teve e de como ela terminou; é uma questão muito pessoal e para qual nem a pessoa terá logo uma resposta.

4. Já está saindo com alguém? Está é mais uma pergunta intrusiva. Cada pessoa precisa do seu tempo e, claro, eventualmente as pessoas divorciadas poderão começar a namorar com alguém novo, mas não se intrometa.

O que se pode dizer: pergunte se a pessoa está bem, se precisa de alguma coisa ou se, no caso das pessoas com filhos, se precisa que cuide das crianças. E, claro, o mais importante é que esteja lá para apoiar a pessoa e levá-la a espairecer.

aominuto

12/09/16